IoT e gerenciamento de energia inteligente: 4 indústrias que podem se beneficiar de ganhos rápidos e mensuráveis

COMO QUATRO INDÚSTRIAS PODEM SE BENEFICIAR DE SOLUÇÕES IOT E DE GESTÃO DE ENERGIA

(*Texto original traduzido do inglês, por Marua Salemi. Para acessá-lo, clique aqui.)

O gerenciamento eficiente de energia, tradicionalmente, representa um desafio para as organizações que administram espaços físicos. As faltas de energia são praticamente imprevisíveis - particularmente aquelas causadas por equipamentos antigos ou defeituosos – e, geralmente, têm consequências altamente custosas. O desperdício de energia tem se apresentado como um problema de difícil solução, pois os gerentes de fábrica, muitas vezes acreditam que sistemas de aquecimento e ar condicionado são os vilões do desperdício energético, visto que consomem um alto valor financeiro, mas não têm visibilidade das fontes precisas de ineficiência e, portanto, não conseguem tomar ações corretivas eficientes. Neste cenário, o desafio para aderência às diretrizes de sustentabilidade torna-se ainda maior.

Obviamente os custos de energia são uma despesa importante para muitos setores. Os hotéis, por exemplo, gastam average of $2,196 a room each year o que representa 6% dos custos operacionais. As estratégias tradicionais de energia concentram-se no básico, como iluminação mais eficiente, manutenção periódica e treinamento de pessoal. Embora essas medidas possam ajudar, as empresas inovadoras estão explorando os recursos aprimorados das Soluções de Gerenciamento de Energia (EMS) baseadas na nuvem para elevar o nível de eficiência energética.

Um EMS implanta ativos e dispositivos inteligentes e interconectados para coletar, analisar e compartilhar dados continuamente. Como resultado, é possível extrair relatórios detalhados da operação de ativos de energia, de consumo por instalação e de fontes de desperdícios e ineficiências. Esses insights, por sua vez, podem melhorar drasticamente a confiabilidade dos sistemas de aquecimento e resfriamento, reduzir custos e aumentar a sustentabilidade.

É particularmente interessante como a melhoria do gerenciamento de energia pode estabelecer as bases para uma estratégia mais ampla de Internet das Coisas (IoT). Especificamente, aproveitando as soluções de gerenciamento de energia e a integração de vários dispositivos, as empresas podem expandir seu escopo de aprimoramento operacional, além de fornecer benefícios estratégicos, como uma experiência personalizada e aprimorada do cliente.

Veja abaixo as oportunidades para os 4 setores da indústria:

  • Para o setor de varejo, os sensores do EMS que fazem monitoramento de temperatura e movimento podem vincular-se às análises das Smart Store’s e ajustar a iluminação e o som de acordo com o humor e preferências dos clientes.

 

  • Um EMS pode ajudar o setor de manufatura a entender como o uso de energia afeta seus custos de produção em um nível granular. Ao conectar dispositivos em medidores de eletricidade e água, por exemplo, um fabricante de cerveja pode calcular com precisão a quantidade e o custo da água e da eletricidade necessários para produzir uma garrafa de cerveja. Essas métricas podem ser aplicadas a uma análise comparativa das operações globais da cervejaria para identificar as melhores práticas.

 

  • Em restaurantes, dispositivos inteligentes de monitoramento de temperatura podem ser conectados a outros dispositivos que monitoram equipamentos de cozinha, como fritadeiras e refrigeradores, criando uma oportunidade de melhorar as práticas de cozinha e o gerenciamento de produtos perecíveis, reduzindo assim, o desperdício.
  • Para hotéis que buscam oferecer uma experiência única aos hóspedes, os sensores EMS são essenciais para a execução de uma estratégia de análise de dados focada no cliente que, por exemplo, ajustam a temperatura e a iluminação da sala segundo as preferencias do cliente.

Apostar em Internet das Coisas e no gerenciamento de energia também pode ajudar as empresas no desenvolvimento de uma estratégia de IoT prática e com foco em resultados para ganhos rápidos e mensuráveis - reduzindo custos de energia - voltados para uma estratégia de longo prazo.