Como anda a digitalização na indústria da Construção?

Como anda a digitalização na indústria da Construção

(*Texto original, em espanhol, por César Camusso. Para acessá-lo, clique aqui.)

Na indústria de construção, o paradigma 4.0 já está sendo abordado. Apesar do setor estar posicionado entre os mais atrasados em matéria de digitalização e produtividade, já se pode identificar um processo gradual de disrupção. Esta transformação dará lugar à chamada “Construção 4.0”, que redefinirá esta indústria a partir do emprego de informações real-time para tomada de decisões de forma descentralizada, aliada ao uso de robótica para efetuação de certos trabalhos perigosos e repetitivos. No novo cenário, o Cloud Computing já facilita o trabalho remoto e simultâneo de diferentes equipes que podem gerenciar uma mesma informação armazenada na web, enquanto IoT também ajuda a conseguir a interoperabilidade dos recursos materiais e humanos. Com a incorporação de sensores de diferentes naturezas já é possível controlar os níveis de umidade, a situação de carga e outras variáveis importantes; além do uso da IoT para a manutenção preventiva que aporta maneiras de monitorar distintas partes de uma construção. Por outro lado, a modularização de projetos ainda agrega o diferencial da flexibilidade. O uso de realidade aumentada, design e impressão 3D permite apresentar ao cliente um preview virtual do projeto terminado. Finalmente, a utilização de novos esquemas de gestão também modificará esta indústria, que finalmente conseguirá cumprir com os tempos e previsões de custos.

Para a etapa de construção, tecnologias como a impressão 3D, a visão multidimensional e a fabricação aditiva serão habilitadores de importantes avanços. Para operar e manter os imóveis a indústria se beneficiará com as inovações em IoT, Big Data, segurança da informação, simulações online e outras disciplinas.

É importante a consciência de que a ineficiência dos processos gera um importantíssimo lucro cessante para a indústria. Por outro lado, a necessidade de cuidar do planeta, torna fundamental que a construção avance rumo aos modelos sustentáveis, já que sua produção, definitivamente, é que mais impacta na emissão de carbono e na produção de gases de efeito estufa. Por essa razão, se antecipa um cenário onde a construção modelar e a pré-fabricação ganharão espaço, em que os elementos que possam ser fabricados em plantas de produção e sob processos controlados serão realizados fora do ambiente da obra (construção off site).

Por exemplo, na construção de ruas e estradas, apesar da digitalização estar em suas primeiras etapas, tem um imenso potencial para otimização de processos.Este setor é especialmente complexo, dado que cada canteiro de obras é único e requer a combinação de diferentes companhias e tipos de máquinas, que por si só já têm um grau elevado de automatização; entretanto, já são observados incipientes avanços rumo às técnicas 4.0.

BIM, sigla importante

No quesito gestão dos sistemas de Modelagem de Informações da Construção - BIM (Building Information Modeling), operários, técnicos, mestres de obras, engenheiros, arquitetos, inspetores e reabilitadores poderão compartilhar informações para melhorar todo o processo. Este conceito se traduz em ferramentas de software que facilitam o desenvolvimento de maquetes virtuais, a pré-construção virtual e o desenvolvimento de análises a partir de diferentes óticas. O BIM será combinado com a realidade aumentada para efetuar diferentes simulações, com robótica e impressões 3D para fabricar peças, com drones para imagens de terrenos na etapa de planificação e monitoramento de avanços e com design 3D para personalização. Graças a esses sistemas será possível proporcionar em tempo real toda a informação sobre a aplicação da máquina, a planificação do lugar da construção, o fluxo de materiais e a qualidade da implementação. De fato, as técnicas de modelagem da informação de construção já estão ajudando a melhorar a planificação do lugar, controlar os processos e o fluxo de operação.

Lenta, porém certa, a digitalização começa a permear uma das indústrias mais tradicionais e conservadoras em termos de inovação.

Temas:Digital Innovation, Era Digital, IoT, Inteligencia Artificial, Inovação