BIG DATA: Como e porque utilizá-lo

 

BR_BLOG_BIG_DATA-1

*Texto original, em espanhol, por Emiliano Dato. Para acessá-lo clique aqui.

As soluções de Big Data são responsáveis pela conversão dos dados provenientes de múltiplas fontes em informações úteis para a tomada de decisões mais assertivas. No contexto atual, em que os custos de equipe foram reduzidos e surgiram propostas de contratação de serviços on Cloud, somados ao incremento das capacidades computacionais e ao desenvolvimento de diferentes propostas de Inteligência Artificial (IA), as organizações hoje podem compilar, armazenar, classificar e analisar um volume impressionante de dados, tanto estruturados como não estruturados e em tempo real.

Se consideramos todos os dados que hoje se obtém graças a Internet das Coisas (IoT) e ao fato de que os usuários realizam cada vez mais ações em plataformas digitais que registram uma infinidade de dados sobre seu perfil e comportamento, é muito simples prever o imenso potencial do Big Data para os negócios.

Atualmente já existem soluções que estão altamente maduras e, inclusive, casos de sucesso muito interessantes. Contudo, muitas organizações ainda não descobriram as vantagens que podem obter das distintas soluções baseadas nesta tecnologia. Segundo McKinsey, a maioria das companhias tem aproveitado não mais do que 30% do valor potencial de toda essa informação.

A implementação deste tipo de proposta sobre os processos empresariais já existentes não é suficiente. As empresas devem incluir análises, implantar processos que suportem a nova abordagem e dispor tanto de infraestrutura como de equipe especializada. Neste sentido, a Forrester Research indica que é fundamental que as companhias saibam como agregar valor ao negócio a partir dessa informação. Vale ressaltar que existem conjuntos de soluções que permitem otimizar os processos de negócios e os distintos departamentos de qualquer organização por meio da utilização dos dados para tomar decisões precisas e em tempo real.

Os mais dinâmicos

Como muitas das propostas de Big Data são oferecidas como serviço on Cloud, não existe razão para as empresas de qualquer tamanho ou setor perderem a oportunidade de aproveitar este recurso.

Atualmente, os setores de serviços financeiros e telecomunicações são os que mais têm aproveitado a solução. Empresas de petróleo e gás também utilizam dados para saber exatamente onde intensificar esforços de exploração, enquanto varejo usa os dados para conhecer melhor o comportamento dos consumidores e fidelizá-los com estratégias mais efetivas, e o agro atinge o nível máximo de melhoria da qualidade dos alimentos que produz, além de obter informação das condições climáticas, estado do solo e das culturas plantadas. Tudo isto em sintonia com a redução de custos, tempo e cuidado com o meio ambiente.

Na Argentina, os bancos e empresas de telefonia móvel são os setores pioneiros no uso de técnicas de Big Data. Os primeiros a utilizam para conhecer os hábitos de consumo de seus clientes, e isso lhes permite focar melhor a venda de pacotes de serviços. As companhias de telefonia móvel, por sua vez, as aplicam para otimizar sua infraestrutura e serviços, conhecer por onde se movimentam seus clientes e evitar fraudes.

Sendo assim, já não há tempo para ficar para trás: estas soluções já estão sendo utilizadas no marco das indústrias 4.0 para aumentar a eficiência energética, agilizar a gestão das equipes e criar fluxos de trabalho empresariais mais fluidos.

Definitivamente, as organizações que quiserem se diferenciar e estar na vanguarda nesta nova era dos grandes volumes de dados, não podem deixar de ter uma estratégia para fazer que essa torrente de informações potencialize suas decisões.

Temas: Big Data, big data in Latin America