O que é gerenciamento de suprimentos integrado (ISM)? (Parte I de II)

rawpixel-594763-unsplash

*Texto original, em inglês, por Krishnan Venkat. Para acessá-lo, clique aqui.

Os executivos de compras podem recorrer a várias estratégias e soluções para gerenciar os gastos críticos. Mas, e quanto aos gastos não críticos? Coisas como cartuchos de impressora, material de escritório, refrigerantes e lanches para suas salas de descanso, e cerveja e vinho para os Happy Hour às sextas-feiras?


Para muitas empresas, esses tipos de compras tornam-se um buraco negro de desperdício e ineficiência, porque exigem uma quantidade desproporcional de recursos administrativos e supervisão em relação à sua importância estratégica. (Embora você possa argumentar que as sextas-feiras do Happy Hour são uma parte extremamente crítica dos negócios, certo?)

Gasto não crítico - ou gasto de ponta - normalmente compreende cerca de 20% das despesas de aquisição de uma organização. Se você gasta de US$ 300 a US$ 400 milhões com fornecedores externos, esses 20% representam cerca de US $ 70 milhões.

Esta não é uma mudança irrelevante.

Se você acredita que pode não estar gerenciando devidamente o tail spend, pergunte-se a si mesmo o seguinte:

  • Estamos gerenciando o tail spend manualmente?
  • Estamos nos perdendo no gerenciamento de exceções?
  • O gerenciamento de alta quantidade de fornecedores está desperdiçando o tempo precioso dos funcionários?

Se você respondeu "sim" a qualquer um dos itens acima, convém explorar o conceito de Gerenciamento de Fornecimento Integrado (ISM), uma solução emergente de gerenciamento de terceiro, on Cloud, na categoria de soluções de compras globais.

Em poucas palavras, o ISM aproveita a tecnologia digital e a automação inteligente para agilizar as tarefas e processos que consomem tempo e mão-de-obra, e ainda são ineficientes para o gerenciamento de gastos não estratégicos.

Além de aplicar essas ferramentas, o ISM envolve a otimização de processos e a entrega de atividades de supervisão diárias a terceiros. Isso significa que, em vez de gerenciar as faturas de cartuchos de impressora e suprimentos de escritório e as compras de cerveja, vinho e salgadinhos, suas equipes de compras concentram-se em como podem trazer ainda mais benefícios para o negócio.

Na Parte Dois deste blog, descreverei quatro maneiras específicas pelas quais o ISM pode ajudar sua empresa. E, se você é um CIO, aqui está um link para o meu artigo na revista Future of Sourcing discutindo como o ISM pode ser aplicado ao gasto final de TI.