Como maximizar seu investimento no SAP ECC

steven-lelham-342930-unsplash

Ponto de inflexão

A competitividade entre as organizações exerce hoje uma pressão como nunca se viu antes, uma pressão externa que reflete internamente em demandas por maior produtividade, eficiência e tempos de resposta ágeis, com menores custos e maior valor agregado aos clientes.

Quando pensamos no papel da TI dentro desse contexto, significa manter soluções que proporcionem eficiência operacional, com garantia de disponibilidade e confiabilidade e, principalmente, que forneça informações relevantes para tomada de decisões eficientes e precisas.

As organizações se questionam sobre quando devem fazer a migração do ECC para o S/4HANA, considerando o investimento no projeto, o retorno percebido pelas áreas de negócio e, sobretudo, os recursos financeiros e de capital humano interno requeridos para um novo projeto, em que custo e duração tendem a ser semelhantes ao projeto inicial.

Neste artigo, exploraremos algumas alternativas para maximizar o investimento no SAP ECC através da implementação de melhorias, além de proporcionar ganhos para o negócio por intermédio do uso eficiente da solução.

Sustentação ou Melhorias?

É importante diferenciar esses dois conceitos, entender seus benefícios e, especialmente, como e quando usar cada um deles.

Quando falamos de sustentação de um ambiente SAP ECC, nos referimos, sobretudo, a um modelo de Application Management Services (AMS), cujo principal objetivo é estabelecer uma gestão proativa do ambiente produtivo, com o suporte de consultores funcionais e técnicos, através de processos e de rotinas estabelecidas e indicadores de qualidade progressivos, promovendo o aumento de produtividade, redução de custos e otimização dos processos. Suporte ao usuário, correção de erros, melhorias técnicas, monitoramento, backup e restauração são exemplos típicos de atividades do cotidiano de uma equipe de sustentação.

Em algumas situações, melhorias menores também podem ser executadas pela equipe que realiza a sustentação, envolvendo o desenho funcional, técnico, ciclo de construção e testes. Importante salientar que as atividades de sustentação podem ser feitas por uma equipe interna na organização, ou terceirizada para uma empresa especializada nesse tipo de serviço, embora seja uma atividade fundamental para garantir a continuidade da operação.

Outro aspecto a considerar são as melhorias nos processos de negócios. Uma primeira dimensão a examinar é a análise dos pacotes disponibilizados pela SAP – os conhecidos EHPs. Apenas para dar um exemplo, o EHP7 do ECC contém mais de 750 novas funções de negócios (Fonte: SAP EHP 7 for SAP ERP 6.0). A grande maioria das organizações desconhece e não utiliza nenhuma dessas novas funções, cuja ativação demandaria apenas uma fração do esforço, do custo e do tempo de um projeto.

Adicionalmente, novos cenários de negócio, não considerados ou ativados em tempo de projeto, seja por conta do prazo ou da limitação de recursos, podem ser ativados em projetos de melhorias com curta duração, trazendo rapidamente benefícios adicionais para o negócio e para a organização.

Para ativar essas funcionalidades, a recomendação é fazer uma avaliação dos processos de negócios afetados pelos EHPs disponibilizados pela SAP, possíveis usos de novos processos e ganhos potenciais das novas funcionalidades, identificando claramente os benefícios que podem ser obtidos.

Essa atividade demanda governança e metodologia próprias de um projeto, com suas etapas e, essencialmente, entregáveis bem definidos.

Quebrando paradigmas e gerando economias

Nem sempre as grandes transformações ou os resultados têm origem em grandes projetos. O mapeamento e a análise dos processos críticos da empresa, identificando ineficiências no uso da solução, permite-nos concluir que grande parte dos clientes da SAP não utiliza o potencial da solução e não raro desenvolveu ou comprou soluções para atender a necessidade da área de negócios.

E o que isso significa na prática? Altos custo de manutenção, riscos em compliance e gastos redundantes.

Considerações

Pequenas melhorias podem resultar em grandes benefícios e dividendos para a organização. Para identificar esse potencial, e maximizar o investimento já realizado, é necessário contratar consultores experientes e altamente especializados, conhecedores não apenas da solução, mas também dos processos de negócio na área de atuação da empresa.

Para tanto, a Softtek é uma empresa global, no Brasil há 24 anos, com uma larga experiência em projetos SAP em diversos segmentos de negócio, conta com profissionais altamente qualificados para contribuir e gerar valor para nossos parceiros de negócio.