Os benefícios da Logística 4.0 para vencer os desafios do COVID-19

*Por Ana Dividino, Diretora de Negócios da Softtek Brasil e Fábio Corso, Especialista em Logística

 

Ultimamente vivemos o maior processo de mudança dos últimos tempos, e não sairemos desse período da mesma forma que entramos. Tampouco as relações governamentais, empresariais, políticas e humanas, que tomarão uma forma completamente diferente na era pós-pandemia. Fomos pressionados por tomadas de decisões rápidas, por análise de dados, e as tecnologias, mais do que nunca são cúmplices estratégicos para a sobrevivência das organizações nesse novo tempo.

Nesse cenário desafiador e disruptivo, a gestão de recursos torna-se fator de sobrevivência, fazendo do papel da Logística um ponto vital. Com uma representatividade ao redor de 12% do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil, ou seja, R$ 876 bilhões em 2019, os custos logísticos possuem um potencial de geração de valor às companhias do segmento.

Mais do que nunca, a importância da Transformação Digital toma proporções homéricas, principalmente no âmbito da Indústria. A Indústria 4.0 e a Logística 4.0 são interconectadas e saem do tradicional por meio de tecnologias que automatizam, se autodiagnosticam, autoconfiguram e se otimizam praticamente sozinhos.

Com a aplicação do conceito de Indústria 4.0 deixa-se de produzir em massa, para produzir a quantidade correta sem incorrer em acúmulo de estoque. O foco agora está em personalização, em produções enxutas e eficientes para preservação de caixa e redução de custos. Como parte desse ecossistema, a logística segue em sua tendência de desafio e inovação através da Logística 4.0.

Obviamente, de nada serve uma produção inteligente, sem uma logística que faça jus a ela, tendo como benefícios que vão desde o aspecto humano até o de negócios.

O conceito de Logística 4.0 é a adoção de Tecnologias que permitam a conectividade das ações inovadoras através da criação de processos baseados na automatização (digital, mecanização, robotização) conectados que geram forças para vencer os paradigmas dos próximos anos da Logística tais como: otimização, redução de custos que vão de 10% a 20% e aumento da velocidade de atravessamento.

Agora, como engendrar a Transformação para um shift do tradicional para o 4.0?

  • IoT (Internet-of-Thinks) – A conectividade de objetos (dispositivos inteligentes) é um dos principais drivers de transformação digital criando vantagem competitiva produtos e serviços, entrelaçando mundo físico com o digital através da geração de dados em tempo real.
  • Cloud Computing: Motor da transformação de processos e melhoria da gestão estratégica.  Através da computação em nuvem, possibilita a otimização dos custos com infraestrutura, comunicação e armazenagem de dados. Contudo, os benefícios estratégicos da implantação da tecnologia, está na escalabilidade e mobilidade, propiciando a implantação de plataformas estratégicas.  
  • Big Data – Decisões são tomadas baseadas em dados. As organizações produzem infindáveis volumes de dados diariamente, estruturados ou não, gerando valor ao negócio. E através dessa tecnologia as companhias poderão dar inteligência aos dados, acelerando as tomadas de decisões.
  • Machine Learning – é um recurso que busca analisar informações de forma automática para a formação de modelos analíticos
  • Blockchain – Confiança dados; robustez e redundância; disponibilidade; compliance

Portanto a conectividade das tecnologias fará com que a Logística 4.0 suporte a jornada desafiadora nesse novo cenário. Gerando novos processos ágeis e de fazer e pensar em logística.

  • Cadeia de Suprimentos: Ecossistema equilibrado, desde o cálculo de demanda, custos de aquisição, estoque e custos logísticos, através de cálculos de demanda futura com alto grau de assertividade; além de entendimento do comportamento das experiências dos clientes e fornecedores.
  • Produção: Integração entre Produção e Logística, através de automatização, conectividade e processos inteligentes.
  • Gestão de Estoque: Gerenciamento de estoque, reduzindo perdas, aumento de giros de estoque, aumento de produtividade através da utilização de wearable techs.
  • Transportes: Eficiência nas rotas economia nos custos de combustíveis, controle de pagamentos através da integração de dados (blockchain); rastreamento de cargas para análise de dados.

A Logística 4.0 através de suas dimensões físicas da cadeia de suprimentos e da cadeia de valor de dados digitais conduzirá negócios a novos patamares e posicionamento estratégicos fortalecidos para esse novo mundo, por isso tamanha a importância de investir em tecnologias e estratégias que a otimizem.

 

Descurbra mais