“A Loja do Futuro” sob os olhos dos jovens

pescar

Na última segunda-feira, 3 de junho, na sede do Makro Atacadista, tivemos a oportunidade de assistir à apresentação da “Loja do Futuro” elaborada em um processo de co-criação entre os jovens do Projeto Pescar unidade Makro, Softtek e Makro. O projeto teve início em 2018, quando a Softtek abriu as portas do OpenLab, espaço de inovação e colaboração, e apresentou os empregos do futuro e as oportunidades que a Transformação Digital apresenta na nova era.

Encantados pela infinidade de possibilidades que a tecnologia é capaz de proporcionar, os jovens do Projeto Pescar Makro se envolveram profundamente na criação de um protótipo da “Loja do Futuro”. O desafio foi lançado. Colocamos as mãos na massa.

A partir disso, aconteceram diversos encontros em que especialistas foram designados como tutores do grupo de Jovens. Juntos, Softtek, Makro, Projeto Pescar Makro e Fundación Solidária co-criaram conceitos e estratégias para definir o modelo inovador.

Estiveram com os jovens Rafael Vargas, Diretor de Negócios da Softtek Brasil que compartilhou sua experiência de mais de 30 anos como Diretor de TI no mercado de varejo, além de suas projeções para gerar insights e apoiar no projeto, enquanto Miguel Saldívar, CEO da Softtek Brasil promoveu sessões de brainstorming e apresentou as ondas transformacionais da história do mundo, reforçando a importância da 4ª Revolução Industrial para o mercado e comportamento do consumidor moderno. Adriano Candido, Diretor de Transformação Digital na Softtek Brasil abriu um leque de tecnologias que poderiam ser utilizadas na “Loja do Futuro” e mostrou algumas formas de melhorar a experiência do consumidor, que deve estar no centro da estratégia das organizações. Não podemos esquecer de um dos pontos mais importantes no desenvolvimento de qualquer projeto: o elemento humano. Para isso, a Softtek disponibilizou também Fernando Artave, Business Partner de Capital Humano, com uma ampla experiência em Recursos Humanos para apoiar na criação dos grupos com os melhores talentos para cada uma das atividades que iriam desenvolver.

Após os encontros, sob os olhos atentos e exigentes de Jaqueline Zacharias, educadora social do Projeto Pescar, os jovens desenvolviam o projeto pouco a pouco.

A expectativa era alta: esperávamos muito daqueles jovens pois sabíamos que eram capazes de coisas incríveis. Chegamos no Makro naquela segunda-feira e nos demos conta de que era possível superar a expectativa.

Já na porta indícios de que algo grande viria pela frente. Placas mostravam o caminho, o cuidado e o acolhimento. Na antessala o suco de uva representava o vinho para os clientes terem uma espera agradável até o momento da apresentação. Na sala de apresentação, mesas marcadas com o nome de cada um dos espectadores, miniaturas de produtos do mercado feitas com um nível de qualidade de dar inveja aos produtos de tamanho real, um lounge music agradável, que acariciava os ouvidos para o momento que tanto aguardávamos.

Cada um dos líderes se apresentou e o fez o mesmo com a equipe liderada. Todos tinham uma função, todos ajudaram e todos trabalharam no mesmo grau. Fizeram estudos de mercado, pesquisas com os clientes, entrevistas, pensaram em promoções, disposição de produtos, métodos de redução de custos e colocaram no projeto tudo aquilo que ouviram dos clientes.

Desenvolveram um aplicativo, um site com compras online, mas não se esqueceram que entre os clientes da “Loja do Futuro” poderiam encontrar-se também um público que, em geral, tem maiores dificuldades de adaptação com a tecnologia. Para os idosos, um tratamento diferenciado e mais pessoal.

A maquete desenvolvida especialmente para materializar a “Loja do Futuro”, tinha todos os elementos fundamentais para “ A Loja do Futuro”: na entrada sensores de reconhecimento facial que avisam os especialistas da loja que o cliente chegou e indicam suas preferências. Além de espaços família para os consumidores terem momentos de relaxamento enquanto fazem suas compras, sem contar a consciência da diversidade: banheiros com fraldário para homens e mulheres.

Desde o princípio a capacidade e talento dos jovens eram notáveis. Focados, interessados e extremamente inteligentes, foram absorvendo tudo o que viam e ouviam. A troca de conhecimento foi enriquecedora também para nós, que aprendemos muito com essa geração que já nasceu com um mindset de inovação.

Na Softtek o que nos move é encontrar em outros o mesmo brilho nos olhos, a mesma vontade de ganhar o mundo, transformá-lo, evoluir e transcender. Espelhar o sonho daqueles que admiramos e queremos que esteja conosco na linha de chegada, compartilhando uma vitória mais do que merecida, conseguida com muito suor e trabalho. Queremos vencer acompanhados.

Sentimos um orgulho imenso por poder ter feito parte de algo tão grandioso. Esperamos ter muitos e muitos momentos como esse.